Coxim/MS, Terça-Feira, 25 de Junho de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Quarta-Feira, 19 de Dezembro de 2018, 07h:36
Tamanho do texto A - A+

Obra de meio milhão está abandonada em Coxim

Descaso mostra mato alto na Praça do Pescador

Flavia Andrade
Capital News

Valdeir Simão - Diário X

Obra de meio milhão está abandonada em Coxim

Descaso mostra mato alto na Praça do Pescador

O Local que deveria servir de lazer para a população do município de Coxim, está abandonado pela prefeitura, o mato alto na Praça do Pescador, ao longo do calçamento lateral da avenida Presidente Vargas, no bairro Santo André, é motivo de reclamação dos pedestres e praticantes de atividades físicas.

 

Em julho de 2013, no início das obras, o prefeito Aluizio São José (PSB) disse que “Além do calçamento lateral, a revitalização da avenida inclui a construção de dois peixes na Praça dos Pescadores. O projeto prevê a construção de espaço para lazer, ao lado do porto da ponte velha do rio Taquari”, Ainda segundo o prefeito, na época era feito  estudo sobre a possibilidade de investir recursos próprios para reformar a Praça dos Pescadores, considerando que a revitalização da avenida Presidente Vargas iria se tornar um cartão postal da cidade.

 

Após cinco anos do início das obras, os moradores não visitam o local, pois, o calçamento da avenida Presidente Vargas, os dois peixes e a Praça do Pescador, estão em completo abandono, desconsiderando o fato de o lugar ter projeção para ser o cartão postal do município, tem se tornado uma vergonha para os cidadãos de Coxim, mostrando o descaso da prefeitura com a manutenção do local.

 

O valor inicial da obra recebeu investimento do Ministério do Turismo e contrapartida da Prefeitura de Coxim em R$ 10 mil reais, totalizando R$ 468.250,00 , com início em julho de 2013 e após mais de 5 anos, ainda está incompleta e sem nenhuma utilização.

 

1 COMENTÁRIO:

Isso e uma vergonha para o prefeito
enviado por: Bruno Gustavo em 09/01/2019 às 18:41:55
0
 
0
responder

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix