Coxim/MS, Quarta-Feira, 26 de Julho de 2017 | 10:47
27˚
(67) 3042-4141
Rural
Quinta-Feira, 06 de Julho de 2017, 08h:54
Tamanho do texto A - A+

1º Circuito Pecuário realizado pelo Sistema Famasul acontece em Coxim

A proposta é difundir os conhecimentos técnicos, gerenciais e mercadológicos aos produtores que atuam na bovinocultura de corte de Mato Grosso do Sul

Flavia Andrade
Capital News

Divulgação/Assessoria

1º Circuito Pecuário realizado pelo Sistema Famasul acontece em Coxim

Alcides de Moura Torres, diretor-fundador da Scot Consultoria.

Neste sábado (08), acontece o 1º Circuito Pecuário na Cidade de Coxim, realizado pelo Sistema Famasul em Parceria com o Sindicato Rural de Coxim, com apoio do Sebrae. A primeira edição do ano traz como palestrante o diretor-fudador da Scot Consultoria, Alcides Moura Torres, especialista em consultoria das principais cadeias produtivas nacionais e presidente da Associação dos Profissionais para a Pecuária Sustentável.

O tema da palestra em Coxim, na região norte de Mato Grosso do Sul, será ‘Desafios e Perspectivas para a Pecuária de Corte em meio às instabilidades de 2017’, Segundo Alcides de Moura Torres, “Nosso objetivo é apresentar um histórico recente dos preços de boi e bezerros, avaliar o comportamento e impactos registrados neste período e demonstrar como o produtor pode realizar uma análise comparativa de custos e receitas na atividade”, pontua.

Para o presidente do Sistema Famasul, Mauricio Saito, “o Circuito Pecuário já passou por Camapuã, Paranaíba, Nova Andradina, Corumbá e Campo Grande. A 6ª edição em Coxim, (que acontece pela primeira vez na Cidade) reforça a proposta do projeto que é potencializar a informação nas principais regiões produtoras de pecuária do Estado. A escolha dos municípios é estratégica, pois, atende regiões com melhor performance em pecuária de corte de Mato Grosso do Sul. Com uma experiência de mais de 20 anos nesse mercado, Torres, que esteve conosco no Circuito realizado em Paranaíba, em 2016, auxiliará os participantes a avaliar os desafios, mensurar os riscos e, principalmente, a identificar as alternativas na atividade”, conclui Saito.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix