Coxim/MS, Segunda-Feira, 03 de Agosto de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Sábado, 14 de Dezembro de 2019, 07h:29
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Deputados de MS repudiam comédia da Netflix e Porta dos Fundos sobre Jesus

Por Marco Eusébio

Da coluna Entrelinhas da Notícia
Artigo de responsabilidade do autor

Fotos Netflix Divulgação e Luciana Nassar/Alems

ColunaMarcoEusébio

Comédia gerou polêmica nacional e deputado Antônio Vaz, de MS, defendeu boicote à Netflix

A polêmica nacional em torno da comédia "A Primeira Tentação de Cristo" produzida pelos atores e sócios do Porta dos Fundos, Fábio Porchat e Gregório Duvivier, para a Netflix, chegou à Assembleia de Mato Grosso do Sul onde deputados estaduais criticaram ontem o programa que retrata Jesus como um personagem gay e sugere um triângulo amoroso entre José, Maria e Deus. "Acredito que essa retratação de Jesus foi uma falta de vergonha até dos próprios atores. Nós, cristãos, que somos a maioria em nosso País, não podemos aceitar esse tipo de coisa", disse o deputado Antônio Vaz (Republicanos) que convocou um boicote à Netflix. O deputado Herculano Borges propôs uma moção de repúdio à Netflix e Lídio Lopes (Patriotas) afirmou que o episódio "é uma vergonha". O líder do Governo, Barbosinha (DEM) apoiou: "Independente da religiosidade e da fé, este assunto agride a todos". Na quarta-feira, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (SP) criticou o filme e escreveu no Twitter: "Somos a favor da liberdade de expressão, mas vale a pena atacar a fé de 86% da população? Fica a reflexão."

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix