Coxim/MS, Sábado, 14 de Dezembro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Quarta-Feira, 04 de Dezembro de 2019, 14h:37
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

TSE libera assinatura digital para criar partido, mas só após regulamentação

Por Marco Eusébio

Da coluna Entrelinhas da Notícia
Artigo de responsabilidade do autor

Abdias Pinheiro/TSE

ColunaMarcoEusébio

Uso de assinaturas digitais foi admitido pelo TSE que ainda não tem data prevista para regulamentar a novidade

Por quatro votos a três o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu na noite anterior autorizar o uso de assinaturas eletrônicas para a criação de um partido político. ao analisar uma consulta feita à Corte em dezembro do ano passado pelo deputado Jerônimo Goergen (Progressistas-RS). Para as novas regras entrarem em vigor, entretanto, será necessária regulamentação por meio de resolução a ser votada pelo TSE, ainda sem data prevista. Isso significa que não há previsão de que o sistema possa ser usado para criação do partido lançado pelo presidente Jair Bolsonaro, a Aliança pelo Brasil, a tempo para participar das eleições de prefeitos e vereadores no ano que vem. Para oficializar um novo partido, a lei exige que sejam coletadas 500 mil assinaturas de apoio em pelo menos nove estados.

 

 

   Leia a coluna de hoje clicando aqui em Marco Eusébio in Blog

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix