Coxim/MS, Segunda-Feira, 27 de Setembro de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Terça-Feira, 03 de Agosto de 2021, 19h:15
Tamanho do texto A - A+

Agosto Dourado reforça a importância do aleitamento materno

Amamentação reduz em até 13% os índices de mortalidade infantil

Lethycia Anjos
Capital News

 

Divulgação/PMC

Agosto Dourado reforça a importância do aleitamento materno

Evento promove debates sobre o tema durante todo o mês

Com intuito de reforçar a importância do aleitamento materno, a prefeitura de Coxim dedica o mês de agosto será dedicado à amamentação, a cor dourada está relacionada ao padrão ouro de qualidade do leite materno. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), apontam que por ano, aproximadamente de seis milhões de crianças são salvas devido ao aumento das taxas de amamentação exclusiva até o sexto mês de idade.

 

A estratégia adotada pelo governo federal para incentivar a amamentação apresentou bons resultados desde sua implementação, índices nacionais relativos ao aleitamento materno entre crianças menores de 6 meses aumentaram de 2,9%, em 1986, para 45,7% em 2020. Em relação ao aleitamento para crianças menores de quatro anos, o número passou de 4,7% para 60% no mesmo período. 

 

Conforme a OMS, o leite materno é a melhor fonte de nutrição para bebês, pois fornece proteção de forma econômica e eficiente diminuindo as taxas de mortalidade infantil, dados do Ministério da Saúde mostram que a amamentação conseguindo reduzir em até 13% os índices de mortes de crianças menores de cinco anos. 

 

A partir do aleitamento materno as crianças ficam protegidas de doenças como diarreia, infecções respiratórias e alergias, além de evitar o risco de desenvolver hipertensão, colesterol alto, diabetes e obesidade na vida adulta.

 

De acordo com o Ministério da Saúde, a amamentação é recomendável de forma exclusiva, nos seis primeiros meses de vida, e até os 2 anos de idade, mesmo nas mães que testaram positivo para Covid-19. 

 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix