Quarta-feira, 29 de Maio de 2024


Cotidiano Segunda-feira, 29 de Maio de 2017, 08:53 - A | A

Segunda-feira, 29 de Maio de 2017, 08h:53 - A | A

Em coxim

Em Coxim, avião cai em propriedade rural e pega fogo

Um trabalhador da fazenda contou que escutou um barulho de avião se aproximar, e logo viu a aeronave em chamas sobre uma da propriedade

Cristiano Arruda
Capital News

Reprodução/Facebook

Em Coxim, avião cai em propriedade rural e pega fogo

O engenheiro, uma das vítimas chegou a ser prefeito de Araçatuba no ano passado, pelo PTB

Na tarde deste domingo (29), um avião bimotor modelo Cessna Seneca prefixo PT-WPD, caiu e em seguida pegou fogo, em uma propriedade rural da região. Estavam na aeronave o piloto Fabio Pinho e o engenheiro Luiz Fernando de Arruda Ramos, ambos mortos.

Segundo informações colhidas no local pelo Coxim Agora, a aeronave saiu da fazenda de Luis Fernando em Porto Esperidião (MT) e seguia para Araçatuba quando possivelmente apresentou uma falha mecânica.

 

O piloto pode ter tentado fazer um poso de emergência, nisso o avião tocou o solo, bateu em duas árvores e em seguida pegou fogo, as vítimas morreram carbonizadas.

Uma testemunha, um trabalhador rural da fazenda contou que escutou um barulho de avião se aproximar, momentos depois, ouviu um estrondo, quando foi verificar se deparou com os destroços da aeronave em chamas numa invernada da propriedade.

Reprodução/Facebook

Em Coxim, avião cai em propriedade rural e pega fogo

O piloto Fabio Pinho pode ter tentado fazer um pouso de emergência

Partes da aeronave ficaram espalhadas no local por aproximadamente 100 metros, uma camiseta de um dos passageiros ficou pendurada em um galho de árvore após o acidente.

Peritos do Núcleo Regional de Pericias de Coxim, a delegada Silvia Elaine Girardi do Santos da 1ª Delegacia de Policia Civil e Militares do Corpo de Bombeiros estiveram no local registrando o acidente aéreo.

O engenheiro, uma das vítimas chegou a ser prefeito de Araçatuba no ano passado, pelo PTB. Além da fazenda em Mato Grosso, Luis é dono de sítios em Lavina (SP) e de uma fazenda em Camapuã.

A aeronave, prefixo PT-WPD, estava com o certificado de aeronavegabilidade da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) em dia, com validade até 20 de julho de 2017.

O velório do empresário será na Loja Maçônica 21 de Abril, na rua Euclides da Cunha. Já o do piloto será na Funerária Cardassi, na avenida da Saudade, ambos em São Paulo.

A construtora Lomy Engenharia, que pertencia a Luís Fernando, informou que os dois serão sepultados no cemitério Parque Jardim da Luz.


O prefeito de Araçatuba (SP), Dilador Borges, decretou luto oficial de três dias devido à morte do empresário.

Reprodução/Facebook

Em Coxim, avião cai em propriedade rural e pega fogo

Em Coxim, avião cai em propriedade rural e pega fogo

Comente esta notícia