Segunda-feira, 27 de Maio de 2024


Cotidiano Segunda-feira, 11 de Abril de 2016, 10:59 - A | A

Segunda-feira, 11 de Abril de 2016, 10h:59 - A | A

Aniversário

Município de Coxim comemora 118 anos nesta segunda-feira

Cidade fundada em 1898 serviu de rota para paulistanos que viajavam em busca de ouro para Mato Grosso

Liniker Ribeiro
Capital News

Reprodução site pescacoxim

campeonato pesca

Cidade recebe mais de 33 mil turistas por ano

O município de Coxim, norte de Mato Grosso do Sul, está completando 118 anos nesta segunda-feira (11). Criado em 11 de abril de 1898, a cidade que possui pouco mais de 33 mil habitantes, tem na pecuária, no comércio e no turismo suas principais fontes de renda.

A região que durante o século XVII era habitada pelos índios caiapós, passou a ser caminho obrigatório para paulistanos que partiam rumo a Cuiabá em busca de ouro após a descoberta das minas na cidade. Por conta disso, exploradores passaram a movimentar o local e transformaram a região no distrito de Arraial de Beliago, como foi chamado o povoado que se formou na região que hoje é Coxim, ponto de abrigo para os viajantes em 1729.

Segundo a prefeitura do município, além de Arraial de Beliago, a cidade já recebeu o nome de Núcleo do Taquari (do Destacamento Militar do Piquiri), São José de Herculânea e Herculânea e, posteriormente, Coxim. Este último prevaleceu graças ao uso do termo “COJIM”, do dialeto Bororó, significando “PEIXE”, constantemente utilizado para denominar a região por conta do rio de mesmo nome, posteriormente evoluindo para “COXIM”, que foi base de sustento e abrigo para muitos povos nativos, passou a ser uma das principais vias (fluviais) de acesso na região para as minas auríferas de Cuiabá, por isso a facilidade dos paulistanos passarem pela região, e ainda hoje amplamente utilizado tanto pelos ribeirinhos, como por turistas.

Cerca de 30 mil turistas visitam a cidade anualmente e aproveitam das atividades disponíveis em balneários, pesqueiros e áreas de camping, locais apropriados para passeios de barco, com parada obrigatório para admiração da natureza pantaneira e de cachoeiras na região.  

Coxim é conhecida popularmente como “Capital Nacional do Peixe”, em lembrança aos tempos áureos da pesca de água doce na região, quando seus rios entraram para lista dos mais importantes rios do planeta, o que gerou procura por parte de pescadores.

Também é chamada de “Terra do Pé de Cedro”, por conta do sucesso da música do coxinense Zacarias Mourão, que estourou nas paradas de sucesso a partir do final dos anos 50, e estendeu-se pelas décadas de 60 e 70, tornando-se inclusive o hino oficial do município. O município ganhou ainda, a denominação de “Portal Monçoeiro do Pantanal”, uma referência à posição geográfica do município, que dá acesso de entrada a três tipos de pantanais distintos, o do Paiaguás, o da Nhecolândia e o do próprio Taquari, bem como ao movimento histórico que fez surgir o povoado que originou a cidade, a Rota Das Monções.

Comemorações
O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), viajou para Coxim nesta segunda-feira (11) onde participará de atividades em comemoração ao aniversário da cidade. Entre os compromissos, a inauguração do setor de hemodiálise do Hospital Regional do município.

Comente esta notícia