Coxim/MS, Terça-Feira, 05 de Julho de 2022 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Segunda-Feira, 25 de Abril de 2022, 15h:51
Tamanho do texto A - A+

Prefeitura envia Projeto de Lei à Câmara com reajuste para servidores e professores

Votação pode acontecer ainda nesta segunda para que novo salário seja pago no início de maio

Rogério Vidmantas
Capital News

Assecom

Prefeitura Dourados

Intenção é que reajuste passa a valer já na folha de maio

A Prefeitura de Dourados enviou à Câmara Municipal, nesta segunda-feira (25), Projeto de Lei Complementar que concede reajuste geral de vencimentos aos servidores municipais. O documento deve ser analisado na Casa de Leis já na sessão ordinária desta semana para que já entre na folha para pagamento no início de maio. 

 

Conforme o prefeito, Alan Guedes, o projeto é resultado de uma ampla negociação com a categoria e também um compromisso da administração municipal. “O orçamento aprovado previa um aumento linear de 5% para todos os servidores. Porém, nas conversas e negociações o município evoluiu a proposta para 10,39% em 2022. Esse resultado só foi possível graças ao diálogo franco e aberto com as categorias. Tudo isso, respeitando as finanças do município e a Lei de Responsabilidade Fiscal”, disse o prefeito.

 

Para chegar ao índice de 10,39% em 2022, ficou acordado com a categoria que a Prefeitura de Dourados pagará um reajuste de 8% agora e mais 2,39% no mês de dezembro.

 

Professores

Divulgação/PMD

Alan Guedes

Alan Guedes dis que projeto é compromisso com os servidores

No caso dos professores da Rede Municipal de Educação, além dos 10,39% de reajuste linear, a administração atualizou a proposta que vinha sendo negociada e decidiu antecipar integralmente os 7,5% para o mês de julho. A proposta anterior era dividir esse montante, pagando 3,75% em julho e mais 3,75% em agosto.

 

Dessa forma, a Prefeitura promovendo a atualização dos índices percentuais ao longo do ano, garante um reajuste de 18,86% aos professores em 2022, atingindo assim o Piso Nacional da Categoria determinado pelo Governo Federal para uma jornada de 40 horas semanais.

 

”É importante deixar registrado que a administração tem compromisso com a Educação e essa valorização não termina aqui. Vamos continuar conversando com a categoria dos professores e trabalhar para que o valor do Piso Nacional de 3.860,00 para 40 horas seja pago para 20 horas semanais. Entendemos que esse é o caminho e vamos chegar lá, mantendo a franqueza, seriedade e responsabilidade nas negociações”, disse Alan Guedes.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix