Sexta-feira, 24 de Maio de 2024


Coxim Sexta-feira, 18 de Janeiro de 2013, 17:02 - A | A

Sexta-feira, 18 de Janeiro de 2013, 17h:02 - A | A

Coxim passa por crise financeira, diz prefeito

Bruno Chaves - Capital News (www.capitalnews.com.br)

O prefeito de Coxim, Aluízio São José, afirmou ao Capital News, nesta sexta-feira (18), durante entrevista exclusiva, que a cidade passa por situações críticas em relação as condições financeiras orçamentárias.

Segundo Aluízio, o município, que possui alguns gargalos econômicos, é extremamente dependente de transferências econômicas e voluntárias dos governos Federal e Estadual. O prefeito ainda disse que a principal preocupação neste início de mandato é o equilíbrio fiscal.

“Ao herdar algumas despesas que eram relacionadas ao governo anterior, temos uma série de preocupações com o equilíbrio fiscal: conseguir urgentemente restabelecer as contas, fazendo com que as receitas sejam superiores as despesas, o que não é nossa realidade hoje”, conta o prefeito que analisa a situação como uma falta de planejamento no passado.

Parcerias

Coxim não tem uma política de desenvolvimento para ter uma economia capaz de fazer melhorias necessárias na cidade. De acordo com o prefeito, a cidade ainda é dependente e não consegue ter arrecadação razoável. Ele afirma que vai buscar parcerias do Estado para que a cidade possa se desenvolver em sua gestão.

“Estamos ao lado do pantanal e há uma serie de restrições ambientais que nos impedem de termos indústrias e alguns empreendimentos. Por isso, essas parcerias são extremamente importantes para tentar suprimir essa falta de recursos, muitas vezes existentes”, afirma o prefeito.

Aluízio ainda afirma que “é muito importante para a cidade ter uma atenção especial do governo na transferência de recursos para poder suprimir essas questões que a população tanto espera: saúde, educação e outros”.

O momento de dificuldade, por qual a cidade passa, foi avaliado com base em documentos da transição. Esses documentos, conforme explica Aluízio, apontam uma série de problemas que amarra o início do mandato do prefeito. Isso porque não se pode ter um planejamento independente.

“É necessário considerar a superação desses problemas para que a gente possa, a partir dos próximos anos, quando superada a crise, conseguir implementar um novo momento de gestão na cidade”, conclui o prefeito.
 

Comente esta notícia

professor juari 18/01/2013

Isso já estava previsto. E agora?

positivo
0
negativo
0

1 comentários

1 de 1