00:00:00 Quinta-feira, 18 de Julho de 2024


Coxim Segunda-feira, 15 de Setembro de 2014, 08:27 - A | A

Segunda-feira, 15 de Setembro de 2014, 08h:27 - A | A

Polícia Civil elucida crime em Coxim em 24 horas

Gilson Giordano - (www.capitalnews.com.br)

A delegada titular da Polícia Civil, em Coxim, Silvia Elaine Girardi Menck, acredita ter esclarecido o crime de assassino cuja vítima foi uma mulher de programa daquela cidade.
De acordo com as informações do site Edições de Noticias, Fagner Luiz da Silva Teles, de 33 anos, foi o autor do assassinato de Maria Lucineide Martinez, de 26 anos, neste sábado (13) à noite.

Consta nas informações que o desentendimento entre o casal teria iniciado no dia 9 passado, após um “programa” entre ambos e a briga começou motivada, de acordo com o acusado, após o furto de um celular e mais ainda a importância de R$ 143, que teria sido praticada pela mulher.

Neste sábado (13), à noite, ambos teriam se encontrados em uma casa noturna em Coxim, no bairro Senhor do Divino. Lucineide teria deixado o local, mas acabou sendo seguida por Fagner que desferiu na vítima vários golpes de faca. Mesmo ferida a mulher ainda caminhou por alguns metros e agonizando acabou caindo na Rua Couto Pontes.

Diante dos fatos, Teles que usava uma bicicleta acabou abandonado a mesma na Rua Walmor Rocha Soares e em seguida fugiu a pé.

Fagner Luiz da silva Teles, acabou sendo preso por volta das 20h30, deste domingo, na casa do pai, localizada no bairro Jorge Ritt, ocasião que, segundo a Delegada, ele teria confessado o crime.

Na ocasião do início da confusão que culminou com o assassinato de Lucineide, Teles havia feito o registro de ocorrência policial, quanto ao furto e apontou a mulher como a responsável. Em seguida ao B.O, a Polícia civil ouviu a vítima que teria negado o caso.

Um grupo de pessoas foi ouvida pelos Delegados em Coxim e entre eles, o convivente de Lucineide, que é homossexual e este revelou à equipe de Serviço de Inteligência Geral (SIG), que vinha recebendo ameaças por parte de Teles.

Testemunhas disseram ao delegado Mussi que teriam visto Teles e Lucineide discutindo. Familiares de ambos também revelar o mesmo ato à Polícia.
 

Comente esta notícia