Coxim/MS, Terça-Feira, 20 de Outubro de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Economia
Sexta-Feira, 24 de Julho de 2020, 14h:41
Tamanho do texto A - A+

Sebrae, Faems e Semagro debatem recuperação econômica de MS

Encontro on-line de lideranças reuniu ainda mais de 50 presidentes de associações comerciais

Hélder Rafael
Capital News

Reprodução

Sebrae, Faems e Semagro debatem recuperação econômica de MS

Sebrae, Faems e Semagro debatem recuperação econômica de MS

Representantes do Sebrae/MS, da Federação das Associações Empresariais de Mato Grosso do Sul (FAEMS) e da Secretaria de Estado da Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro) reuniram-se nesta quinta-feira (23) em uma reunião on-line para debater propostas para a recuperação econômica de MS.

 

O encontro reuniu ainda mais de 50 presidentes de associações comerciais do Estado, visando construir propostas conjuntas para o enfrentamento à Covid-19. 

 

As lideranças discutiram temas como associativismo; ações no âmbito do Governo do Estado para os empresários; o trabalho do Sebrae para divulgar os protocolos de segurança para os pequenos negócios; acesso a crédito; parcerias para a criação de uma plataforma de e-commerce; entre outros.

 

O presidente da FAEMS, Alfredo Zamlutti Junior, abordou a importância da liderança associativa para a recuperação econômica de Mato Grosso do Sul. 

 

“Nós entramos numa outra fase, nada será como era antigamente, e devemos estar preparados para isso. Precisamos nos adaptar aos novos tempos que estão por vir, é preciso conscientização”, destacou.

 

O titular da Semagro, Jaime Verruck, apresentou os resultados do Programa de Saúde e Segurança da Economia (Prosseguir), ferramenta utilizada pelo Governo do Estado para manter as atividades socioeconômicas e sem riscos à saúde para a população, a partir de orientações da Organização Panamericana de Saúde (Opas). Além disso, ele discorreu sobre outras iniciativas que beneficiam os empresários.

 

“O Prosseguir traz um alinhamento entre saúde e economia, porque sabemos o quanto muitas associações e empresários têm sofrido. Acompanhamos o impacto econômico em MS, que foi menor do que nos demais. Mas, quando olhamos setorialmente, a arrecadação do comércio e serviços fica mais complicado. O Governo do Estado não vai publicar nenhum decreto de lockdown, entendemos que isso é uma responsabilidade dos municípios. Somos governo, mas quem roda a economia são os empresários”, disse o secretário.

 

Na linha das ações de enfrentamento à pandemia, o diretor-superintendente do Sebrae/MS, Claudio Mendonça, destacou o trabalho da instituição. 

 

“O Sebrae tem feito um trabalho de orientação desde o início, estamos com 47 protocolos de segurança no site do Sebrae para vários segmentos. Agora também estamos indo nos bairros de Campo Grande, e discutindo com esse empresário como ele implementa a biossegurança, em parceria com o Sesi e o Senac. Também temos orientações para vendas na internet, finanças, crédito”.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix