Coxim/MS, Sexta-Feira, 07 de Agosto de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Esporte
Sábado, 14 de Dezembro de 2019, 09h:26
Tamanho do texto A - A+

Mauro Marino aponta tradição do ABC, mas acredita na classificação

Aquidauanense enfrenta time potiguar no Noroeste e tem obrigação de vitória

Rogério Vidmantas
Capital News

Franz Mendes

Mauro Marino

Mauro Marino acredita em "time competitivo" para avançar na Copa do Brasil

O Aquidauanense participa pela segunda vez da Copa do Brasil em 2020 e já tem adversário. Nesta semana, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) fez o sorteio dos confrontos da primeira fase e o Azulão encara o ABC-RN em partida única que acontece no Estádio Noroeste. Por estar melhor colocado no Ranking Nacional de Clubes, o time potiguar joga pelo empate para avançar para segunda fase.

 

A tabela da primeira fase ainda não foi divulgada pela CBF, o que deve acontecer nos próximos dias, mas as partidas acontecem entre os dias 4 e 13 de fevereiro. O Águia Negra, outro representante do MS, enfrenta o Sampaio Côrrea-MA no Estádio Ninho da Águia. A cota para os times sul-mato-grossenses para essa fase é de R$ 525 mil. 

 

“Responsabilidade deles”

 

Para buscar a vitória, que vale R$ 625 mil pela cota da segunda fase, o Aquidauanense tem no comando alguém que já trilhou esse caminho. O técnico Mauro Marino comandou o Sete de Dourados, em 2017, que derrotou o River-PI por 1 a 0 no Estádio Douradão e avançou para etapa seguinte. Agora o treinador mostra a mesma confiança de repetir a proeza.

 

Apesar de ser um clube que já passou pelos principais campeonatos do país, o ABC não vive um bom momento e foi rebaixado para a Série D do Campeonato Brasileiro, a mesma divisão do time sul-mato-grossense. “A gente sabe da força e tradição no Nordeste do ABC, apesar de ter sido rebaixado esse ano no Brasileiro. Vamos trabalhar, analisar os jogos do adversário que antecedem o confronto com apoio de um analista de desempenho e tentar repetir o feito com o Sete”, disse.

 

Ao projetar o confronto, Marino acredita que, apesar de ter a vantagem do empate, o ABC jogará com a obrigação da vitória e isso poderá ser explorado pelo time azul. “É uma equipe grande e terá essa pressão por isso, a responsabilidade é deles. Mas o jogo batendo em 25, 30 minutos igual podemos impor também o nosso jogo. Não podemos deixar pesar a camisa dentro de campo e estamos montando um grupo competitivo para avançar na competição”.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix