CapitalNews

Terça-Feira, 31 de Agosto de 2021, 15h:05

Inpasa inicia segunda fase de obras da indústria em Dourados

Produção deve começar em meados de 2022 com geração de até dois mil empregos diretos e indiretos

Rogério Vidmantas
Capital News

Assecom

Inpasa Dourados

Autoridades convidadas visitaram instalações da indústria que deve começar a operar em 2022

A Inpasa fez nesta segunda-feira (30) o lançamento da segunda fase de obras da indústria que está sendo construída em Dourados. As obras do complexo industrial tiveram início em abril de 2021, conta com 200 mil m² de área construída e contempla os processos de fabricação de Etanol anidro e hidratado, DDGS, óleo bruto e refino de óleo, além de duas fontes distintas para geração de energia elétrica. A entrega está prevista para abril de 2022 e deve gerar 250 empregos diretos e 2 mil indiretos. No evento estiveram o prefeito Alan Guedes e o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja.

 

Para alcançar a produção de 800 milhões de litros de etanol, a indústria terá duas fases. A fase 1, terá capacidade de 400 milhões de litros de etanol ano, para um processamento de 900 mil toneladas de milho e contempla também a produção de 230 mil toneladas de DDGS e de 22 mil toneladas de óleo de milho bruto anualmente. O empreendimento será autossuficiente em energia elétrica, com geração de 220 mil MW/ano através de turbinas de reação.

 

Já na segunda fase, a produção será duplicada, alcançando 800 milhões de litros de etanol, processando 1.8 milhões toneladas de milho. Também serão expandidas as produções de DDGS, chegando a 460 mil toneladas e 44 mil toneladas de óleo de milho e 440 mil mw/ano de energia elétrica. 

 

Potencial e incentivos

Assecom

Inpasa Dourados

Diretores da Inpasa receberam prefeito Alan Guedes e governador Reinaldo Azambuja

O vice-presidente da Inpasa, Rafael Ranzolin, afirmou que a unidade que está sendo construída em Dourados contribui para o desenvolvimento não apenas da cidade, mas de todo o Estado. “Estamos apostando no potencial de Mato Grosso do Sul como um grande polo de transformação do milho em fonte de energia renovável e proteína, este polo terá capacidade de produção de até 800 milhões de litros de etanol, com processamento de até 900 mil toneladas de milho”, destacou.

 

A obra contou com incentivo fiscal por parte do município o que foi fundamental para que a indústria fosse instalada em Dourados. “Logo quando assumimos o mandato tínhamos como compromisso incentivar a instalação de indústrias no nosso município e logo nas primeiras semanas percebemos que o município poderia contribuir ainda mais com o início das obras e no dia 20 de janeiro assinamos o decreto municipal de incentivo fiscal. Dessa forma apoiamos o desenvolvimento de Dourados e de todo o estado de Mato Grosso do Sul”, pontuou o prefeito Alan Guedes.

 

O governador, Reinaldo Azambuja, ressaltou que esse investimento entra dentro dos planos de desenvolvimento do Estado. “Nós temos um plano de tornar Mato Grosso do Sul referência na produção de grãos. Passamos de 2,5 milhões de hectares e 3,7 milhões de hectares entre 2015 e 2021. Nosso objetivo é atingir até os 5 milhões de hectares nos próximos anos e Dourados é terra fértil e parceiro em investimento”, reforçou.

 


Fonte: CapitalNews

Visite o website: wwww.capitalnews.com.br