CapitalNews

Terça-Feira, 24 de Maio de 2022, 07h:49

Dia dos Namorados deve movimentar R$ 227 milhões no Estado

Pesquisa aponta intenção do consumidor com gastos para presentear e comemorações

Rogério Vidmantas
Capital News

Deurico/Capital News

Foto ilustrativa de namorados, dia dos namorados

Namorados querem gastar R$ 200 em média com presentes

O mês de junho sempre é aguardado com expectativa pelos comerciantes por ter mais uma data que, tradicionalmente, movimenta a economia. No dia 12 é comemorado o Dia dos Namorados e, em todo o Mato Grosso do Sul, estima-se que a data deve movimentar aproximadamente R$ 227,65 milhões. Pelo menos é o que aponta pesquisa de intenção de consumo elaborada pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio-MS (IPF-MS) e o Sebrae-MS. O levantamento leva em conta valores que serão usados na compra de presentes e também em comemorações.

 

O valor, porém, pode ser menos do que movimentado no ano passado e, pelo menos, 15%, mas essa queda tem explicação, segundo a economista do IPF-MS, Regiane Dedé de Oliveira. “Atribuímos essa redução ao momento econômico atual. O consumidor está com o poder de compra reduzido e, com isso, opta por gastar menos. Já o valor médio de gasto está maior em relação ao ano passado, a diminuição foi no percentual de pessoas que irão comprar e comemorar”, detalha.

 

Presentes

 

Para presentear a pessoa amada, o gasto médio estipulado é de R$ 200, com montando injetado de R$ 135,33 milhões (45,40%). A região com mais disposição para gastar é Corumbá/Ladário, cujo valor médio do presente deve chegar a R$ 215,61. Entre os que vão comprar, as opções mais apontadas foram: artigos do vestuário (29%), perfumes/cosméticos (28%), flores/cesta café/chocolates (14%) e bolsas e acessórios (8%). As lojas físicas são a preferência dos entrevistados (80%).

 

O presidente do IPF-MS, Edison Araújo, orienta aos empresários para prepararem as equipes, vitrines e combos especiais que chamem a atenção dos consumidores e que fiquem atentos às prioridades de quem vai às compras. “A pesquisa revela que 60% dos consumidores pretendem comprar à vista e com desconto, isso será um chamariz para quem quer atrair o cliente, além do atendimento, que é outra prioridade do consumidor. É um momento de retomada da economia, após longo período de pandemia, o empresário tem que se inovar e aproveitar datas comemorativas como essa para refazer o caixa, melhorar o fluxo e ganhar um fôlego financeiro”, afirma.

 

Comemorações 

 

O aporte na economia com as comemorações representará R$ 92,32 milhões para o período. Entre os que afirmaram que vão comemorar a data (33,60%), a maioria priorizou a celebração nos restaurantes (45%) e a segunda opção foi preparar a comemoração em casa (30%). O gasto médio com as comemorações será de até R$ 184,92. O município de Bonito terá o maior gasto com comemorações, R$ 225,59, e o menor valor ficou com Ponta Porã, R$ 170,99.

 

“A gente tem percebido um pouco de oscilação na intenção de consumo por parte do consumidor nas últimas datas comemorativas, o que mostra que o consumidor ainda está bastante inseguro em relação à estabilidade do mercado. E, com isso, tende a reduzir os gastos, evitar compras parceladas, priorizando o pagamento à vista, com desconto” Explica a economista do Sebrae MS, Vanessa Schmidt.

Ilustração

Pesquisa  do Dias dos namorados traz um aumento significativo em compras

Comercio se mostra entusiasmado com presentes para este dia dos namorados

 


Fonte: CapitalNews

Visite o website: wwww.capitalnews.com.br