Coxim/MS, Sexta-Feira, 28 de Janeiro de 2022 |
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Sexta-Feira, 12 de Novembro de 2021, 11h:39
Tamanho do texto A - A+

Após gado morrer de fome, produtor é multado em R$ 79 mil

Segundo a PMA, 159 animais estavam subnutridos, além de alguns foram achados já mortos

Flávio Veras
Capital News

PMA / Cedida

Produtor é multado em R$ 79 mil pore deixar gado morrer de fome

 

Desde o início de outubro, Policiais Militares Ambientais (PMA) de Costa Rica, depois de receberem denúncia e constatar maus tratos a bovinos em uma fazenda no município de Figueirão, vinham monitorando, juntamente com a Agência Sanitária Animal e Vegetal (Iagro) a situação dos animais. 

 

Segundo a PMA, no local, estavam ocorrendo morte de bovinos, pois os animais estavam passando fome por falta de pastagem, não havia vegetação de gramínea no solo, a pastagem estava degradada, havendo praticamente somente ervas daninhas e o proprietário não dava outra opção de alimento.

 

Ainda de acordo com o órgão, aa primeira vistoria, os Policiais verificaram 12 animais mortos, de um total de 159 bovinos e deram um prazo para que o proprietário solucionasse a situação em 30 dias, porém, ele foi informado que já seria autuado pela situação de maus tratos encontrada e que a multa seria ampliada caso as demais cabeças de gado continuassem sem alimentação adequada.

 

Ontem (11), a policiais ambientais e agentes da Iagro estiveram no local e o proprietário dos animais não cumprira a notificação e todo o gado existente estava desnutrido e mais 8 (oito) animais haviam morrido. 

 

Então, o infrator (61), residente em Campo Grande, foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 79.000,00 por maus tratos às 159 cabeças de gado, contado os 20 animais detectados em óbito nas duas vistorias. O autuado também responderá por crime ambiental de maus-tratos, com pena de três meses a um ano de detenção.

 

A Agência Sanitária Animal de Vegetal (IAGRO) irá entrar com ação judicial e solicitar o perdimento e remoção do rebanho restante, pois o imóvel não apresenta condições da realização da atividade de pecuária. Este é o terceiro caso que a PMA de Costa Rica encontra e autua este ano na região.

 

No da 24 de janeiro um pecuarista (64), residente em Chapadão do Sul, foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 8.000,00 por maus tratos aos animais devido a morte de 14 animais bovinos sem alimento e dois que não mais se levantavam, em sua propriedade no município de sua residência. 

 

Pelo mesmo motivo, no dia 21 de setembro, um paulista (43), residente em Fernandópolis (SP), foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 12.000,00, devido a 8 (oito) animais bovinos mortos por falta de alimento e alguns que não mais se levantavam em sua fazenda em Figueirão. Na data haviam 337 animais, que depois de notificado o proprietário os tirou da situação de penúria.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix