00:00:00 Sexta-feira, 19 de Julho de 2024


Polícia Sábado, 28 de Janeiro de 2023, 11:15 - A | A

Sábado, 28 de Janeiro de 2023, 11h:15 - A | A

Maus-tratos

Cadela vítima de maus-tratos é resgatada pela PMA em Coxim

Animal quase teve o pescoço de decepado pela corda

Elaine Oliveira
Capital News

Divulgação/PMA

Cadela vítima de maus-tratos é resgatada pela PMA em Coxim

Cadela vítima de maus-tratos é resgatada pela PMA em Coxim

 

Policiais Militares Ambientais de Costa Rica resgataram um cachorro  debilitado com ferimento no pescoço pela corda curta, após denúncia. O animal estava amarrado, sangrando e uivando muito de dor e que teria sido abandonado em uma residência no bairro Ipê Roxo.

 

No local os policiais encontraram a  fêmea de médio porte e sem raça definida, debilitada, amarrada pelo pescoço com uma corda, medindo aproximadamente um metro, causando enforcamento do cão provocando ferimentos e inchaços no pescoço pela profundidade da ferida que já exalava forte odor e com muitas larvas.  

 

O animal apresentava-se magro, com sinais de desnutrição e não havia água e nem alimentos no local, bem como abrigo adequado, sendo que a única proteção contra intempéries seria uma pequena casinha de plástico que se encontrava em condições precárias, cheia de fezes e urina.

 

Como o animal uivava de dores, o que causava comoção na equipe, os policiais o levaram ao quartel da Polícia Militar Ambiental e iniciaram os cuidados, hidratando-o, alimentado e colocando remédios para desinfeção dos ferimentos, para alívio das dores, estas, que faziam com que a cadela ficasse em desespero. Pela manhã, a equipe foi informada sobre uma médica veterinária que poderia atender o cão voluntariamente. 

 

O animal foi tratado e continua no quartel da PMA. Os policiais seguem em buscas do autor, ou autores do crime ambiental e o fato também foi encaminhado à delegacia de Polícia Civil, responsável pela investigação da autoria criminal. A pena para o crime de maus-tratos a cães e gatos é de dois a cinco anos de reclusão. 

 

Na parte administrativa, assim que identificado, o criminoso será multado pela Polícia Militar Ambiental em até R$ 3 mil.

 

Comente esta notícia