Coxim/MS, Quarta-Feira, 16 de Outubro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Quinta-Feira, 03 de Outubro de 2019, 17h:31
Tamanho do texto A - A+

Homens fogem após serem flagrados pescando

Polícia Militar Ambiental está realizando a operação Pré-Piracema

Elaine Silva
Capital News

 

Divulgação/PMA

Homens fogem após serem flagrados pescando

Ação aconteceu na última quarta-feira (02) em Coxim

 

Em fiscalização preventiva à pesca, durante a operação Pré-piracema, com utilização de drones, especialmente para evitar pesca com petrechos ilegais em cachoeiras e corredeiras, pontos em que os cardumes ficam muito vulneráveis à pesca predatória, a Polícia Militar Ambiental de Coxim surpreende com uso de drone dois pescadores utilizando tarrafa em cachoeira no rio Coxim

 

A ação aconteceu na última quarta-feira (2) no local conhecido como Cachoeira do “Quatro Pés” (local proibido à pesca), os policiais lançaram o drone um pouco distante do local, tendo em vista que os elementos, quando estão pescando ilegalmente nesses locais, assim que ouvem barulho de motores, escondem-se nas matas por medo da fiscalização.

 

O uso desses aparelhos é importante na fiscalização na região,  em virtude de que muitos pescadores que praticam pesca predatória possuem uma rede de informantes, para avisarem via telefone e, às vezes, até com fogos, quando os Policiais saem para a fiscalização nos rios, o que torna difícil a prisão dos infratores.

 

Segundo informações da polícia militar ambiental ao avistar o drone, dois elementos, que pescavam com tarrafa (petrecho proibido) fugiram pela mata abandonando o petrecho ilegal. A equipe foi rapidamente ao local e apreendeu o petrecho ilegal e perceberam que eles ainda não tinham capturado nenhum pescado. Agora, as imagens serão verificadas, no intuito de tentar identificar os infratores, tendo em vista que os pescadores não foram localizados, apesar de diligências pelo local. 

Se identificados, os pescadores responderão por crime ambiental de pesca predatória. A pena para este crime é de um a três anos de detenção. Serão também multados administrativamente em valor de R$ 700,00 a R$ 100 mil.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix