Coxim/MS, Terça-Feira, 25 de Fevereiro de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Quinta-Feira, 02 de Janeiro de 2020, 17h:53
Tamanho do texto A - A+

Mais um pescador é multado durante a Piracema

Pescador estava em uma canoa armando o petrecho

Elaine Silva
Capital News

Divulgação/PMA

Mais um pescador é multado durante a Piracema

PMA tentará identificar o pescador pelas características da canoa

Policiais Militares Ambientais (PMA) de Coxim surpreendeu um pescador usando rede durante a piracema e apreende petrechos de pesca ilegais. A equipe que estava no rio Taquari descia com o motor desligado e em uma região conhecida como “Rebojo” flagrou na última segunda-feira (30) o infrator. 

 

O pescador estava em uma canoa armando o petrecho ilegal e, quando os Policiais ligaram o motor para a abordagem, o autor percebeu que era a PMA e pulou no rio, nadando para a margem e adentrou em uma mata, abandonando a rede e a canoa que utilizava na pescaria criminosa.

 

Apesar de diligência, devido à escuridão e a mata ser muito fechada, o pescador não foi localizado. A tarrafa e a canoa foram apreendidas e felizmente ele iniciava a pescaria ilegal e ainda não havia capturado nenhum pescado. Nos dois rios, as equipes ainda retiraram e apreenderam 81 anzóis de galho, petrechos proibidos, mesmo com pesca aberta, que estavam armados nos rios.

 

Duas equipes de Policiais Militares Ambientais de Coxim realizam fiscalização preventiva, na operação piracema nos rios Coxim, Taquari e afluentes, no sentido de monitorar cardumes e prevenir a pesca predatória. A PMA tentará identificar o pescador pelas características da canoa. Se identificado, ele responderá por crime ambiental de pesca predatória. A pena para este crime é de um a três anos de detenção. Há também previsão de multa administrativa de R$ 700 a R$ 100 mil.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix