Coxim/MS, Terça-Feira, 16 de Agosto de 2022 |
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Terça-Feira, 21 de Junho de 2022, 10h:05
Tamanho do texto A - A+

Morto e ferido em tiroteio integravam quadrilha de roubo a motoristas de aplicativos

O crime contra eles ocorreu por volta das 18h30, no Jardim Itamacará.

Laura Holsback
Capital News

Redes Sociais

Morto e ferido em tiroteio integravam quadrilha de roubo a motoristas de aplicativos

Crime ocorreu no começo da noite de ontem; vítimas estavam em um Focus

João Paulo Albuquerque Lima, 28 anos, morto com vários disparos, e Alisson dos Santos Souza, 27 anos, ferido em tiroteio na noite desta segunda-feira (21) fizeram parte de quadrilha especializada em roubo de carros de motoristas de aplicativos, em Campo Grande. Ambos foram investigados pela Delegacia Especializada de Furtos e Roubos de Veículos (Defurv) em 2018 e eram considerados foragidos da Justiça. 

 

O crime contra eles ocorreu por volta das 18h30, no Jardim Itamacará. No fim da noite uma mulher foi presa por tráfico de drogas e há suspeita que ela esteja envolvida no homicídio e na tentativa, segundo Boletim de Ocorrência.

 

De acordo com as informações, João Paulo dirigia um Focus e Alisson estava de passageiro quando foram surpreendidos por atirador em uma motocicleta. A suspeita é que os tiros tenham iniciado na Rua Joana Maria de Souza cruzamento com a Avenida Rita Vieira de Andrade, pois no local foram encontradas cápsulas de pistola ponto 40. 

 

O carro em que as vítimas estavam foi parar algumas ruas depois, na esquina da Rua Filomena II Nascimento, depois de atravessar  o canteiro central e, no local, foram apreendidas outras cápsulas de calibre 380 e de ponto 40. Ao todo, investigadores encontraram 12 cápsulas de pistola ponto 40. 

 

Alisson e João Paulo portavam cada uma arma. Uma delas estava com munições deflagradas, por isso há suspeita que houve troca de tiros. João Paulo morreu no local atingido por vários tiros. Também baleado, Alisson foi socorrido e levado para Santa Casa em estado grave.

 

No sistema no Tribunal de Justiça constam ações penais de Alisson como réu por tráfico de drogas, roubo majorado, furto e receptação. Os processos criminais contra João Paulo são por Roubo majorado e apropriação indébita. Ambos têm, ainda, passagens por posse ilegal de arma de fogo e João Paulo por lesão corporal dolosa. 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix