Quinta-feira, 30 de Maio de 2024


Polícia Sábado, 09 de Dezembro de 2017, 09:12 - A | A

Sábado, 09 de Dezembro de 2017, 09h:12 - A | A

EM INVESTIGAÇÃO

Pecuarista tido como morto por afogamento pode ter sido assassinado

A morte aconteceu na quarta-feira quando, supostamente, a vítima caiu de cavalo em rio

Laura Holsback
Capital News

Autoridades policiais que investigam a morte do pecuarista Antônio Carlos Henriques de Lima, de 57 anos, ocorrida na quarta-feira (6), não descartam a hipótese de ele ter sido assassinado. Inicialmente, a informação era de que a vítima havia se afogado ao cair de cavalo quando atravessava um corixo do rio Taquari, na região de Rio Verde. Antônio acompanhava uma comitiva. 

 

Conforme o site Edição MS, pelo menos duas perfurações foram encontradas no corpo do pecuarista. Uma no pescoço e outra no tórax. As primeiras informações são de que as lesões parecem terem sido “chuchadas” com armas artesanais, geralmente confeccionadas com ferro.

 

Peões que faziam a travessia acompanhando a vítima contaram que ao sentir a falta de Antônio fizeram buscas e localizaram o corpo. Porém, bombeiros não foram acionados, nem a Polícia Civil.

 

O delegado de Rio Verde José Roberto de Oliveira Junior, disse que recebeu informação do caso somente um dia depois, quando peritos de Campo Grande indicaram a possibilidade de homicídio.

 

Apesar da suspeita, aguarda-se o resultado do exame necroscópico para identificar a causa da morte.

 

Comente esta notícia