Segunda-feira, 27 de Maio de 2024


Polícia Terça-feira, 14 de Março de 2023, 18:48 - A | A

Terça-feira, 14 de Março de 2023, 18h:48 - A | A

Pesca predatória

PMA fiscaliza lanchas e embarcações no Rio Taquari

Foram apreendidos 57 petrechos proibidos

Livia Bezerra
Capital News

Divulgação/PMA

PMA fiscaliza lanchas e embarcações no Rio Taquari

Foram retirados do rio e apreendidos 57 petrechos proibidos

Desde a madrugada de ontem (13) até às 12h desta terça-feira (14), policiais militares ambientais estão em fiscalização preventiva à pesca predatória no rio Taquari. Lanchas, embarcações e 67 pescadores foram fiscalizados, todos respeitando a legislação. Também foram retirados do rio e apreendidos cerca de 57 petrechos proibidos, como anzóis de galho e boias fixas.

 

Uma das equipes, comandada pela Comandante da Companhia da PMA de Coxim, Capitã Thamara, segue no sentido da região Conhecida como Caronal, a 150 km da cidade, local onde a pesca profissional e amadora é muito desenvolvida, devido a alta piscosidade e precisa de cuidados fiscalizatórios constantes.

 

Divulgação/PMA

PMA fiscaliza lanchas e embarcações no Rio Taquari

PMA em atuação no Rio Taquari

A PMA fiscalizou seis lanchas pesqueiras de grande porte com pescadores amadores e profissionais, além de 16 embarcações de pequeno porte com pescadores amadores, totalizando 67 pescadores, e todos estavam respeitando a legislação. De qualquer forma, eles foram orientados sobre as normas de pesca em Mato Grosso do Sul. 

 

Se identificados, os pescadores que armaram os petrechos ilegais responderão por crime ambiental de pesca predatória. A pena é de um a três anos de prisão. Serão também multados administrativamente no valor de R$ 700 a R$ 100 mil. A PMA continuará em fiscalização preventiva na, fundamental para evitar a depredação dos cardumes, especialmente, com uso desses tipos de petrechos ilegais que possuem alto poder de captura.

Comente esta notícia