Coxim/MS, Sábado, 15 de Agosto de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Segunda-Feira, 06 de Julho de 2020, 10h:13
Tamanho do texto A - A+

Usina sucroenergética é multada em R$ 189 mil por incêndio

Policiais mediram com uso de GPS as áreas queimadas

Elaine Silva
Capital News

Divulgação/PMA

Usina sucroenergética é multada em R$ 189 mil por incêndio

Caso aconteceu no último final de semana

 

Policiais Militares Ambientais (PMA) de Batayporã multou uma usina sucroenergética em R$ 180 mil, por incêndio. Caso aconteceu após os agentes receberam denúncias, de que teria ocorrido um incêndio de grandes proporções em uma área plantada de cana-de-açúcar e vegetação nativa no município de Ivinhema. 

 

No local onde teria ocorrido o incêndio e durante a vistoria constataram que o fogo se originou na lavoura de cana-de-açúcar, avançando para a áreas protegidas de reserva legal e áreas de preservação permanente (APP) de margens de cursos d’água da propriedade.

 

Segundo a nota divulgada pela PMA, foram queimados 108,20 hectares de canavial e 15,20 hectares de áreas de proteção ambiental da fazenda. A empresa infratora, com domicílio jurídico no município de Ivinhema, foi autuada administrativamente e foi multada em R$ 189 mil, conforme previsão do Decreto Federal 6.514/2008.

 

Os responsáveis pela usina sucroenergética informaram ao policiais, que o incêndio teria se originado em um trator que executava a colheita, que sofrera problemas na parte elétrica, emitindo faíscas que passaram para a palhada do canavial.

 

Todos os responsáveis poderão responder por crime culposo de provocar incêndio em mata ou floresta. A pena é de seis meses a um ano de detenção. Se houver caracterização de dolo, a pena é de dois a quatro anos de reclusão.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix