Coxim/MS, Quarta-Feira, 25 de Maio de 2022 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Quarta-Feira, 08 de Dezembro de 2021, 12h:32
Tamanho do texto A - A+

Em lançamento de pré-candidatura, Simone Tebet ressalta importância de focar na necessidade do povo brasileiro

Senadora pelo Mato Grosso do Sul crítica enfoque nas últimas gestões da Presidência

Elaine Silva
Capital News

Reprodução de vídeo

Simone Tebet

Simone Tebet

Durante o discurso no lançamento da pré-candidatura à Presidência da República, nesta terça-feira (8), em Brasília, a senadora Simone Tebet (MDB), declarou que essa é uma missão de urgência. “Essa missão tem o clamor da urgência. A urgência porque o nosso povo, o povo brasileiro está morrendo de fome, depois de centenas de milhares de brasileiros terem morrido por uma saúde pública omissa, insensível e negacionista”, declarou em seu discurso.

 

Tebet é a primeira mulher a entrar na disputa pelo Palácio do Planalto no pleito de 2022. A pré-candidata ainda relatou que tem “condições de ser a próxima presidente”. “Não só estou pronta, mas temos condições de sermos no futuro a próxima presidente da República. Sinto-me preparada para ser a nova presidente do Brasil”, disse. 

 

A senadora ainda completou relatando que "o governo que aí está cria crises artificiais, promove a discórdia, a polarização, quer aniquilar as minorias que são hoje vítimas do gabinete do ódio, que tenta impedir o pensamento crítico, a oposição e o pensamento livre. Não vão conseguir".

 

A pré-candidatura foi anunciada pelo presidente do partido, o deputado Baleia Rossi, por meio das redes sociais. “Desde março, tive conversas com dirigentes nacionais e regionais do MDB. A conclusão geral é que precisamos de um nome do partido para 2022. Por isso iremos homologar 

@SimoneTebetms como pré-candidata ao Planalto, na próxima reunião da Executiva no início de dezembro”, publicou em suas redes sociais. 

 

Eleições 2022

Além de Tebet, outros nomes cotados para concorrer à presidência são: o ex-ministro Sérgio Moro (Podemos), o ex-ministro Henrique Mandetta (DEM), o senador Rodrigo Pacheco (PSD), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o atual presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido).

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix