Coxim/MS, Terça-Feira, 12 de Novembro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Saúde
Sábado, 13 de Julho de 2019, 10h:56
Tamanho do texto A - A+

Após reforma do Hospital de Sidrolândia, Estado vai equipar e ampliar atendimento

Governo já investiu, R$ 1,6 milhão na saúde de Sidrolândia desde o início do ano

Flavia Andrade
Capital News

Ricardo Minella/Ses

Após reforma do Hospital de Sidrolândia, Estado vai equipar e ampliar atendimento

Governo já investiu, R$ 1,6 milhão na saúde de Sidrolândia desde o início do ano

O Governo do Estado realizou em parceria com a prefeitura do município, a reforma e ampliação do Hospital Elmíria Silvério Barbosa, ação viabilizada com recursos de R$ 1.540.000,00, dos quais R$ 340 são oriundos dos cofres estaduais e R$ 1,2 milhão de emenda do então deputado federal Geraldo Resende, atual secretário estadual de saúde.

 

O Hospital de Sidrolândia está ganhando um novo centro cirúrgico e obstétrico completo e de última geração, composto por salas para recepção de pacientes, para materiais e roupas esterilizadas, enfermagem, prescrição, parto normal (três salas), sala de pós-cirurgia com quatro leitos, sala de equipamentos, lavagem de materiais, desinfecção química, armazenagem de materiais esterilizados, quarto para médico plantonista, farmácia, sala de higienização (recém-nascido), e dois centros cirúrgicos.

 

Após a conclusão das obras, o Governo do Estado deverá viabilizar os recursos para a compra de novos equipamentos, a fim de melhorar o atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde – SUS. Para tanto o secretário Geraldo Resende quer marcar para os próximos dias uma reunião entre a Secretaria de Estado de Saúde, o Município de Sidrolândia e a diretoria da Associação Beneficente mantenedora do hospital.

 

Segundo o secretário Estadual de Saúde, Geraldo Resende, “Vamos discutir uma nova modelagem para o Hospital Elmíria Silvério Barbosa a fim de construirmos uma parceria, na qual vamos rediscutir a produção dos serviços de saúde pelo Município de Sidrolândia. Nesta nova formatação, certamente será possível ampliar o atendimento à população, evitando que, ao contrário do que acontece hoje, muitos sidrolandenses tenham que buscar atendimento na rede pública de Campo Grande, trazendo transtornos enormes a nossa capital”, afirma.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix